Ajudar a Dilma a fazer um Brasil melhor é possível?

Muita gente que leu o texto Engula o Choro Dilma  perguntou o que eu faço para fazer deste um país melhor. Pois bem. Eu não sou ninguém nesse mundão, não consigo fazer muito, mas gostaria de compartilhar um manualzinho com 10 de algumas das atividades que eu acredito que de fato contribuem para um país melhor. E desta forma, todo mundo que achou que eu só falaria mal a respeito do país, consegue ver as normas que eu tento praticar por ele.

 

Foto: reprodução

Foto: reprodução

 

01) Respeito: em qualquer lugar. No metrô lotado, no ônibus apertado, na fila do banco, do correio, da farmácia. Nos estabelecimentos públicos e com brancos, negros, gordos, magros, altos, baixos, homo ou heterossexuais… Eu procuro de todas formas respeitar. Exemplo simples: todo mundo parado esperando em fila única por três caixas. Chega alguém e toma a vez em algum dos outros dois. Na minha opinião isso, torna o país pior. Assim como xingar, ofender, não respeitar o trabalho dos demais… É feio quando alguém menospreza idosos, prestadores de serviço, crianças e adolescentes, mendigos ou ricões. Todos têm opinião, espaço e direitos. E o primeiro deles é o respeito.

02) Jogar o lixo no lixo. Pode parecer idiotice, mas ainda há muita gente que não faz. Já vi gente jogando no chão o conteúdo que poderia ser jogado na lixeira exatamente ao lado. Lixo no lixo mostra respeito com o ambiente que é de todos.

03) Cuidado com o patrimônio nacional: gosto de museus, teatros, parques e afins. Em todos eles, procuro ao máximo tomar cuidado com as obras, peças, áreas, absolutamente tudo que tiver. Este é o tipo de coisa que representa o comportamento de um povo para as pessoas que vêm de fora, e procuro mantê-lo em perfeito estado.

04) Cuidado com o patrimônio dos demais: não pichar, não quebrar, não desarrumar. Colocar no mesmo lugar algo que tirei de uma prateleira. Ajudar aos funcionários a recolher minha bandeja, meus pertences e o que me foi apresentado, mas que eu não vou levar.

05) Separar óleo e pilhas para lixos separados: parece idiota, mas precisamos cuidar do meio ambiente. Separar o óleo e as baterias, pilhas e demais lixos eletrônicos, já pode ajudar bastante na preservação da nossa natureza.

06) Prestar atenção nos debates políticos: odeio política. Acho um absurdo o ponto que nossa política chegou. Vocês viram no texto anterior. Mas sempre acompanho os debates políticos. Ir atrás das propostas na internet, verificar quanto de verba estes candidatos possuem para suas campanhas e deixar manifestações. Me informar a respeito do que as pessoas que se candidatam querem fazer pelo país que eu vou morar, e avaliar os resultados não só para mim, mas para os donos de empresa, para a classe que está em crescimento, e principalmente para a massa. Avaliar os programas de educação, enviar mensagens com dúvidas aos políticos, perguntar sobre o histórico deles aos mais velhos. Mesmo sem ter interesse, tentar minimamente entender um pouco do cenário político, e ter a humildade de aprender sobre ela.

07) Recomendação de conteúdos culturais: a que mais gente deve achar desnecessário. Mas acredito que recomendar livros, filmes e músicas ajude a fazer uma sociedade mais sensibilizada, mais experiente e mais consciente. Quando podemos viver uma vida nova através dos roteiros e livros, conseguimos ver as opções que faríamos se tivéssemos sob outras condições, e não existe nada melhor para poder conversar e fazer seu ambiente melhor do que o poder de escutar a vida dos demais.

08) Praticar alguma atividade beneficente: não. Eu não vou todos os dias ou semanas a um lugar específico. Mas existem outras formas de ajudar. Doação de sangue, cadastro no banco nacional de medula, ajuda financeira de pequenas mensalidades de casas de apoio aos deficientes, crianças com câncer e afins… Tudo isso é possível fazer mesmo que você não tenha tempo, não tenha disponibilidade ou até mesmo paciência. Muita gente fala de fazer um país melhor e nunca se quer se informou sobre doar sangue…

09) Honrar com os pagamentos: sim, o cinema é caro. Mas eu não tenho mais carteirinha. E sim, quando meu cartão do banco não está ativo, eu pago inteira. É um absurdo de caro. Mas eu não tenho mais o direito. Eu usei deste direito por muitos anos enquanto estudante. Hoje não me cabe mais. Não vou encarecer a tarifa dos jovens e idosos com carteirinha falsa e tentativas de entrar na sala ao lado depois de assistir à minha sessão (sem pagar outro ingresso). Honrar com impostos, tarifas, dívidas… Mas também com aqueles R$10 que você pegou do seu amigo, com aquela catraca que estava quebrada, mas que deveria ter sido paga, com aquele valor a mais que veio no troco e que é preciso devolver. Acredito que isso demonstre um pouco da nossa honestidade, e um país de honestos jamais será comandado por um país de corruptos.

10) Pressuposto da bondade: um dos mais importantes. Eu parto do pressuposto que as pessoas são boas. Isso não faz de mim trouxa e nem santa. Mas eu parto do pressuposto que enquanto não houver provas, que enquanto alguém não falhar comigo, que enquanto alguém não machucar ninguém, essa pessoa é boa. E ela deve ser tratada como tal. Pode parecer uma regra muito subjetiva, mas as aplicações são distintas. Você perde alguma coisa e desconfia logo da empregada? Você é empurrado e já acha que é logo de propósito? Você foi criticado e acha logo que é pessoal? Você lê um texto na internet e o leva ao pé da letra, criticando sem nem mesmo procurar o autor pra conversar? O problema não é com o mundo. O problema é com você, de sempre esperar o pior das pessoas. Essa regrinha é útil porque quando esperamos o melhor das pessoas, temos mais fé nelas e emanamos uma onda de credibilidade. Nos tornamos exemplos bons e não afetados, com mania de perseguição. Quando a gente espera o bem, é menos hipócrita e mais aberto às coisas boas. E um país que tem pessoas boas não pode ser ruim!

Pode parecer estúpido, mas sinceramente, acho que muita gente não faz nem o básico. E por fazer esse básico, por acreditar que pequenas ações fazem a diferença, e por fazer estas e algumas outras, eu acredito sim que estou no direito de clamar e pedir por mais. Aproveite também todo o momento e reforce a sua participação no país. Se você quiser mandar pra cá suas sugestões de pequenas atitudes que mudam o país, serão super bem vindas. Quando fazemos um pouquinho que seja, além de nos fazer bem, ganhamos também o direito de pedir por mais. De viver melhor em sociedade. E é isso que o Brasil precisa. Urgentemente.

Anúncios

27 pensamentos sobre “Ajudar a Dilma a fazer um Brasil melhor é possível?

  1. Prezada blogueira…. imagino que já deva ter tomado conhecimento de que a sua carta à Presidenta Dilma circula em centenas de locais desde hoje, tendo como autora uma tal Marcella Martins, de Santa Maria, RS…. É lamentável esse tipo de atitude e o pior é que as pessoas que não são como a minoria da qual faço parte, vão engolindo tudo como verdade e pior, aplaudindo esta carta que, vamos convir, é mesmo de alguém que precisa se informar melhor sobre o que é ser um presidente. Um presidente não pode ser responsabilizado diretamente por todas as coisas que acontecem no seu país, isso é igual em todo lugar. Ou por acaso acha que se isso ocorresse sob o governo de outra pessoa,, ela também não poderia chorar nem aparecer em público como é o seu dever e todos o fazem, todos os governantes. Espero que não tenha sido alguém que participou desta farsa, tentando incriminar e isso é o mais terrível, a cidade e alguém que lá supostamente reside usando isso para atacar a presidente do país. Vergonha suprema!

    • Letícia, tudo bem? Obrigada pela visita e comentário. Eu estou sabendo sim. Não era a intenção, mas aconteceu de espalhar de forma descontrolada e com autoria errada. De qualquer modo, não sei se leu este post que escrevi. Ele fala exatamente sobre nossa parte, sobre nosso dever. E no texto ao qual você se refere, explico em vários comentários o que eu quis dizer com o texto, pois alguns interpretaram de forma literal e não captaram minha intenção. Peço que se puder, navegue por eles para ver a minha posição.

      Agradeço sua visita e fico à disposição para novos comentários. Um abraço!

  2. Bom dia, vi sua postagem. Acredito que está na hora de vocês começarem a ser mais originais e criarem as próprias matérias bem como opiniões, algumas matérias de vocês até que são um pouco interessante.

    Vamos ser mais originais e verdadeiros, nada de ficar espalhando coisas que não condizem, e quando copiar alguma coisa de algum lugar informar as fontes.

    Na na hora de nós brasileiros começarmos a ter mais atitudes e sermos mais criativos. E vocês deveriam mostrar isso, afinal como falaram estão aqui para informar.

    • Ana Alice, absolutamente todo o conteúdo aqui é original. E se você se refere ao texto Engula o Choro Dilma, postado nas redes sociais como pertencente à Marcella Martins, este texto é meu, e foi registrado aqui no próprio blog. Por favor, informe-se antes das acusações.
      Ainda assim, agradecemos a visita e o comentário. Um abraço!

  3. É incrível como a caridade escancarada que o Governo oferece ao seu povo consegue camuflar todas as verdades que Dannie Karam, com tanta classe e sabedoria mostrou! Eu consegui ver e interpretar tudo o que foi dito no texto ENGULA O CHORO DILMA, não porque sou contra o PT ou coisa parecida, e sim por ser realista, porque enquanto muitos tapam o sol com a peneira… eu consigo enxergar por entre os buracos que nela estão!

  4. Parabéns Dannie pelo seu trabalho…Eu lí o seu texto da Dilma que chegou a mim por rede social com autoria de outra pessoa, eu porém procurei de quem realmente era e encontrei sua página.. Acredito que enquanto existir pessoas com visões críticas sobre as coisas há esperança de termos um país melhor…Eu entendi perfeitamente sua visão que ,não era ao pé da letra ,que nossa presidenta não pudesse chorar pelo ocorrido mas no sentido de que ela é nossa representante e por isso deve cobrar por uma maior fiscalização daquilo que esteja irregular no país .. Parece que nós os brasileiros amamos esse negócio de ter que acontecer algo grave para depois cuidar da questão.. Como por exemplo a queda do avião para mostrar a crise que estava em nossos aeroportos.Bom obrigada e continue escrevendo sempre!

  5. Oi Dannie, finalmente encontrei alguém como você, que conseguiu expressar mandamentos tão simples, mas excelentes exemplos de cidadania. Eu penso igual e gostaria de aproveitar o meu comentário para reforçar. É incoerente tantos brasileiros reclamarem por “seus direitos” sem exercerem seus deveres mais básicos. Concordo fortemente que é com esses gestos simples que contribuímos para um Brasil melhor! A tragédia em Santa Maria nos abriu os olhos para uma série de coisas que não são levadas em consideração no dia-a-dia. Espero que as pessoas consigam relativizar posicionamentos ao invés de os encararem de maneira tão dura. Um apelo ao Brasil: vamos abrir a cabeça, minha gente! E tentar pensar melhor! Parabéns pelo seu texto!

  6. Olá Dannie Karam,

    Tudo bem?

    Li o “polêmico” texto, bem como outros ligados a ele. E não é preciso muito esforço para compreender a sua insatisfação com a nossa realidade, e chateação com o ocorrido. Também estou nesse grupo! Infelizmente, nem todos conseguem debater de forma harmônica, precisando fazer uso de “formas” exacerbadas para se fazer esclarecer.

    Continue com essa coragem. Pensar e discutir os fatos já é um grande passo, na busca por mudanças.
    Errar todos nós erramos, inclusive todos que tem lhe “apedrejado”.

    Um abraço,
    Wagner Silva

    • Wagner, mensagens como a sua me fazem agradecer não apenas pelo incentivo e carinho, mas principalmente por poder tomar conhecimento de outras pessoas que ainda procuram um país melhor. E a resposta não demorou a vir. Calheiros assumiu hoje, Dilma aplaudiu e desejou boa sorte. Dei vontade de escrever Segura o Aplauso Dilma, mas aí já viu né? Rsrs (brincadeira gente)

      De qualquer forma… Muito obrigada por compreender que não se trata da Dilma, do chorar ou seja lá o que for. Mas sim da atitude do nosso governo, do desrespeito ao povo e do direito de expressão. Espero que possamos manter o contato. Estou recebendo alguns leitores como assinantes do Facebook, espero que falemos mais,

      Um grande abraço e novo obrigada!

  7. Vejo que voce segue a risca os seus mandanentos, a comecar pelo primeiro – RESPEITO. Respeito a Presidenta e as vitimas da tragedia foi uma coisa que voce nao manteve em momento algum, texto escroto, oportunista. Dirigido para ignorantes e redigido por ignorante!!

    • Patricia, se você nao compreendeu os textos, ou discordou, tem todo o direito. Mas está aí me cobrando um respeito que você também não teve. Nem pela liberdade de expressão e nem por mim. Então infelizmente não consigo nem mesmo debater contigo de forma saudável. Mas agradeço sua visita e comentário.

      • Entendi o texto muito bem!!! E entendi que voce e uma pessoa que nao aceita criticas construtivas!!! Tambem tenho liberdade de expressao por discordar do texto, e sobre a falta de respeito foi reciproco!!! Pois quem com ferro fere, com ferro sera ferido. E pelo que andei lendo tem muita gente detonando o seu
        texto, ainda bem!!

      • Patricia, críticas construtivas não chamam os textos ou as pessoas de escroto. Isso é expressão chula e pequena e não tem nada de.construtivo. Veja outras críticas aqui e você perceberá como se faz… E respeito sim seu direito de resposta porque se não eu bloqueados seu comentário. Mas ele está disponível e aberto aqui. E do mesmo jeito que existem uns 2 mil comentários negativos, o texto já obteve mais de 100 mil compartilhamentos em apenas uma fan Page que vi. Então ao julgar pelo “monte de gente”, vou te pedir o benefício da dúvida sobre o texto, porque se eu tivesse sido insensível ou oportunista talvez os dados tivessem invertidos. Por favor, dê uma lidinha em minhas respostas e outros textos, e talvez você possa entender. Se quiser trazer alguns argumentos bacanas com certeza conversaremos mais.. Caso não queira, você pode procurar na web outros textos sobre a ocasião com os quais se identifique mais… De qualquer forma eu agradeço a visita.

      • Patrícia, seu outro comentário foi o único de todos estes que recebi que foi moderado devida à sua completa intolerância. Como eu disse, se você quiser trazer argumentos para debater, serão bem vindos! Mas palavras (malcriadas) ao vento não vão agregar em nada, e desrespeitam muito mais as famílias do que meu texto. Porque ao invés de estar trazendo algo que possa agregar em nome delas, você está se focando em apenas ter razão. Como te falei, se você quiser olhar outros comentários, existem vários que foram de encontro ao meu texto, e mesmo assim eu concordei, conversamos e foi muito mais produtivo. Mas se você não tem essa capacidade, não há história que eu estude que possa resolver =(

  8. Entendi que voce e partidaria do PSDB pois todos os seus textos fazem criticas diretas ao governo PT. Como se todas as mazelas do Pais fossem culpa do PT. Meu ultimo comentario simplesmente falou a verdade. Intolerante e voce que nao aguenta ouvir umas verdades. Voce e que fala palavras ao vento com seus textos de oposicao, cegamenta sem levar em consideracao tudo que o governo PT ja fez pelo Brasil. Esta comecando aos poucos a mudanca, passo a passo, mas pelo menos esta fazendo alguma coisa, dando uma vida mais digna ao trabalhador, ao pobre. Mas voce como toda burguesia prefere um FHC que trabalhava para a burguesia e para a burguesia. E outro aplaudi de pe o choro da Dilma, que estadista ate hoje teve um gesto de solidariedade e compaixao como aquele. E foi sincero, um choro sincero. E voce criticando e muita falta do que fazer. Se eu comecar a escrever e debater historia do Brasil eu vou levar muito tempo debatendo com uma pessoa que nao entende como as coisas funcionam. Por isto se quiser classificar este meu comentario como moderado pode faze-lo, pelo menos atingi o meu alvo.

    • Patrícia, agora sim você trouxe seus argumentos. E agora eu posso falar sobre eles, porque não se trata só de xingar…
      Eu concordo que possa parecer um texto partidário, mas posso te contar uma coisa? Tenho grandes influências positivas inclusive do PT de pessoas próximas. E foi como eu falei: isso poderia ser um texto daqueles que incentivam, que empurram pra frente. Tudo depende de fato, do ponto de vista.
      Eu entendo agora a sua indignação, e respeito, mas retrato que não é o caso. Obrigada por seu comentário.

  9. Se voce quer culpar alguem pelo o que aconteceu em Santa Maria, porque nao culpa o integrante da banda que literalmente botou fogo na boate, num ato de enorme irresponsabilidae, sem pensar nas consequencias, e nao vem falar que ele nao sabia. Para mim ja que estamos querendo achar um culpado, foi tao e somente a pessoa que acionou o estopim da bomba.

    • Eis a questão: a idéia não é culpar. É pedir providências. Porque nosso governo, seja lá em que era foi (incluindo FHC), nunca tomou providências sobre as coisas. Esses acidentes aconteciam e aí a coisa ficava esquecida…

      Se fosse pra falar de culpa propriamente e especificamente dita, eu falaria na verdade do produtor da banda, que sabe que os caras têm esse tipo de apresentação e não fez o trabalho dele em se informar. E também dos próprios gerentes da casa que não fizeram esse controle antes…

  10. Sim, concordo que nos, eu digo todos nos temos que dar nossa contribuicao como cidadaos tambem. Como voce e os dez mandamentos acima eu tambem os cumpro!!! Entao vamos comecar a mudanca com as nossas atitudes e esquecer um pouco de governo e politica. Obrigada pela atencao e desculpe a inconveniencia da minha atitude. Mas tambem foi um desabafo de minha parte.

    • Patrícia, tudo bem?
      Sem problemas. Você tem todo direito de se manifestar.
      Eu imagino que você faça de fato suas ações, porque só uma pessoa engajada pode brigar por uma causa…
      E a idéia é essa: nos unirmos por algo melhor. Espero que você volte e contribua com outros textos!!! De verdade!!! Um abraço!

Deixe seu recado após o sinal. Beep!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s