O que concluí no lançamento do iPhone 5.

Saiu! O badalado novo iPhone, objeto cobiçado por uma boa parcela dos amantes de tecnogadgets, já está disponível para compra em todas as operadoras nacionais e no site da Apple. Ontem, 9 lojas da TIM fizeram aquele lançamento padrão à meia noite para convidados, onde eles sorteiam UM ÚNICO aparelho por loja entre os presentes, e chamam, automaticamente, os interessados para se deslumbrarem ainda mais com o aparelho. Uma jogada perfeita, pois já vi muitos casos de pessoas que vão apenas para cobrir, ou para participarem do sorteio, mas que na hora H, se sentem extremamente tentadas a comprar, uma vez que TODOS os presentes estão lá, teoricamente, pelo mesmo motivo.

 

Foto: reprodução

Foto: reprodução

 

E aí que vem todas aquelas facilidade e jogadas. A possibilidade do parcelamento em 10 vezes nos cartões, as várias promoções com a super internet (NOT) ilimitada da Tim (internete o quê?! Ai ai) que não exige fidelização e já vem atrelada à compra do aparelho, as promessas de um sinal que vem melhorando a cada dia (em que mundo eles acham que vivemos mesmo?), e um dos maiores atrativos da operadora mais problemática do país: as chamadas ilimitadas de Tim para Tim.

A gente até se depara com alguns vendedores atuantes e bem humorados, atendimento que nem sempre está presente em dias comum. A grande maioria está feliz no momento da compra, e não é que eles até facilitam todo e qualquer procedimento? Surge uma confiança repentina na sua índole  você passa a ter uma credibilidade na casa, que nem sabia que existia. “Espera, você não tem nenhum comprovante de residência para abrir uma nova conta? Ahh, não tem problema, a gente vai liberar só pra você, dai você nós manda por e-mail em seguida, ok?” . Mas experimenta fazer isso na hora de cancelar uma conta, ou atrasar no pagamento pra ver o quanto eles “facilitam” para você. Liga pra lá informando que sua fatura veio errada pelo 6º mês consecutivo e conta 5 minutos para ver sua ligação cair misteriosamente. Atire a primeira pedra quem nunca teve uma ligação derrubada em algum momento crucial desses.

Mas voltando ao iPhone, comentamos aqui a alguns dias a polêmica a cerca dos preços abusivos, e o fato dele, além de ser o mais caro do mundo, ter se esgotado no pré-lançamento, mesmo custado 399 reais a mais do que seu antecessor, o 4S. Não sei se esse foi o real motivo, mas a questão é que após toda a polêmica gerada e depois até de já estar aberta a pré-venda, recebi um novo e-mail da Tim com uma nova SUPER promoção imperdível, logicamente que LOTADA daqueles famosos *, que, na maioria das vezes, consegue trolar muito desatento e que só servem pra indicar que aquilo nunca é tão bom quanto parece.

 

Foto: reprodução

Foto: reprodução

 

Além de fazer de trouxa os que compraram na pré-venda pelos 2399 reais (novamente, lembrando que é o modelo com menos memória, 16gb. O iPhone pode chegar até a 2999) o email oferecia o celular por 1999, 2599 e 2999 os modelos de 16, 32 e 64 respectivamente. Essa promoção só estaria disponível ao lançamento na meia noite, e aos clientes que fossem até a loja, ou seja, os que já estavam pré-cadastrado e que receberam o e-mail com a promoção/convite. Só que o detalhe principal e que ninguém chamou a atenção ( óbvio) é que eram apenas 1500 unidades para TODO O BRASIL. O que vocês acham que iria acontecer? Uma pessoa vai pro lançamento esperando comprar a esse preço, ele esgota rapidamente  e ela, para não ficar de mãos abanando e já diante de tantas facilidades proporcionadas pela Tim, acaba cedendo e comprando pelo atual valor cheio. Justo, não acham?

Nós já deixamos registradas nossas impressões e indignações a cerca desse assunto. Quero deixar claro que sei que isso não é um comportamento exclusivo da TIM, e que todas as operadoras no país seguem o mesmo padrão. Nossos impostos e regras impedem que qualquer eletrônico  principalmente os mais pops, sejam consumidos aqui por um valor justo, ou pelo menos aceitável. Mais uma vez, somos feitos de besta. Só deixo manifestado aqui que, dessa vez, eu esperava sim uma reação adversa por parte dos brasileiros. Eu realmente esperei uma queda no número de vendas e, principalmente, que as pessoas fossem aderir ao boicote e dizer não, pelo menos essa vez, até porque é padrão nacional a gente só se movimentar de verdade quando algo nos afeta diretamente ou, por padrão, mexe no nosso bolso de forma explícita. Mas, como todos já sabem, não foi isso que aconteceu.

Pra finalizar, quero deixar claro que cada um faz o que bem entende com o seu próprio dinheiro. Cada um sabe, ou pelo menos deveria saber, qual é a melhor forma de gastá-lo. Minha crítica aqui não é ao iPhone, nem aos que o preferem como celular. É a nossa passividade, e ao fato de mais uma vez aceitarmos o que nos é empurrado guela abaixo.

Anúncios

3 pensamentos sobre “O que concluí no lançamento do iPhone 5.

  1. No site da Apple ainda não esta a venda, acredito que semana que vem já deva estar disponível! =D E recomendo o aparelho, é fantástico!

    • Ele é realmente muito bom. Já uso a uns 3 anos iPhone e até hoje, falando apenas do aparelho, não tenho do que reclamar.

Deixe seu recado após o sinal. Beep!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s